Há uma frase da poeta Hilda Hilst citada no livro de entrevista – Fico besta quando me entendem – em que ela diz: […]eu sempre me identifico com a vítima[…].
Também me recordo de uma passagem do livro Hiroshima escrito pelo jornalista literário J. Hersey em que o autor narra que imediatamente após o hediondo ataque nuclear àquela província as pessoas feridas andavam desorientadas pelas ruas. Muitas, num movimento atávico procuravam as águas frias de um rio na vã tentativa de apagar as brasas que as queimavam por dentro. O fato é que algumas pessoas estavam muito mais debilitadas do que outras.
A multidão vagava num pesadelo coletivo.
Nesse passo desnorteado se cruzavam e se entreolhavam -, a que trazia o corpo em melhor estado baixava a cabeça ao cruzar aquela cujos ferimentos abriam-se em chagas.
Esse baixar a cabeça ( herança dos sábios ancestrais orientais ) é paradoxalmente levantar-se mais humano diante da tragédia na qual o outro está mergulhado -, seja ela qual for.
Compaixão é ao meu ver a capacidade de reconhecer o lugar ruim, difícil em que se encontra o outro.
Percebo lhe as dores , ou as fraquezas , ou as penúrias , ou as mazelas, ou a má sorte, ou os erros, ou mesmo a estupidez.
A tez lívida mostra-me que sofre, que teme, que o medo lhe persegue.
Receio que não haja escapatória já que esse lugar demasiadamente humano lhe abraça sem misericórdia.
No caso de estar diante de mim alguém que haja cometido equívocos ou sandices, não almejo dar-lhes com as esporas.
Lamento e comovo-me em ver a triste saga de um
ser humano.
Não me farto na alegria com a mofina alheia.
Não torço para que arda eternamente no Flegetonte ou, que as ferpas impiedosas do piores castigos
escravizem suas vísceras .
Avisto
Hades a lhe cortejar .
Sinto compaixão.
Compaixão – esse tudo.

Imagem: Ruinerne efter Hiroshima-bomben – var de forgæves? En fremtrædende amerikansk atomanalytiker sætter spørgsmålstegn ved, om A-bomberne over Japan afsluttede 2. Verdenskrig.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: