Dentro de mim existem pontes de Monet. Levam a um bosque. Uma luz lilás me faz sombra.Nele por entre tulipas vive Polegarina. Generosas, as liláceas a abrigam da chuva, do sol, da solidão.
Em noites frias deitam a manta de pétalas sobre a menina afeita às paixões.
É dia. A avisto. Tendo à mão uma paleta, está compenetrada fazendo e desfazendo cores. Pinceladas.
Pausas longas.
Olhar no fundo do horizonte.

Novas pinceladas.


Vive para fazer renascer o arco-íris.

Ponte Japonesa – 1900 -Claude Monet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: