Dia desses me encontrei com um amigo que completava 78 anos.
Fui visita-lo. Levei uma cesta com biscoitinhos e suco de uva. Ele me recebeu com alegria.
Havia disposto sobre a mesa preparada para o lanche algumas fotos antigas.
Ansioso queria mostrá-las a mim.
Numa delas ele ainda bebê no colo dos avós maternos -, imigrantes que pouco falavam português, mas transmitiram-lhe algo essencial. Essa presença íntima, ainda hoje, o ajuda a respirar e a trazer a si, inteiro, do fundo dos pulmões.
No colo dos avós sentiu que existia. Não só ele. Havia uma história. Havia uma identidade.
Pertencia.
Tomamos o café enquanto ele me contava detalhadamente sobre os momentos imortalizados nas fotos.
Em outra imagem
ele e a esposa numa festa comemoravam uma conquista profissional.
Ao ir-me embora lembrei-me de Odisseu que levou vinte anos para retornar à Ítaca. Período em que esteve envolvido na guerra de Tróia e em vencer os desafios do retorno. Chegando à cidade natal o herói se deparou com algo inesperado . Penélope ,a amada por quem Odisseu abandonou as carícias envolventes e hipnotizantes de Calipso, estava sendo cortejada por inúmeros audaciosos. Depois de colocar ordem na casa percebeu que não conhecia mais as pessoas, muitos, porém, demonstrando familiaridade traziam lembranças antigas sobre ele no período anterior à guerra. Narravam também tudo o que havia ocorrido durante sua ausência. Solícitos desejavam responder-lhe as perguntas. Julgavam Odisseu um velho conhecido.
Ele no entanto, entediado, sentia-se vazio. Algo lhe faltava. Ninguém pedia a ele que contasse o que vivera.
“Ele não esperava outra coisa senão que dissessem: Conta! E era a única palavra que não diziam nunca”. ( Kundera )
Odisseu percebia que apenas se contasse o que havia vivido reencontraria a essência de sua vida e tudo o que se havia perdido no tempo que se foi.
Meu amigo também urgia contar . Contar para re (nascer, viver, encontrar, significar). Contar para não evaporar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: